Mino & Taehyun Falam Sobre Suas Trevas & Luzes Pessoais na Elle Korea Magazine!

Março de 2016.

 

 Você retornou da China hoje, certo? Eu ouvi que você vai aparecer no famoso programa de variedade Chinês “Happy Camp”.

Mino: Eu estava preocupado de aparecer em um programa de variedade onde não consigo entender a língua por completo, mas é divertido. Aparentemente, neste show somente pessoas realmente famosas na China aparecem. Eu rapidamente perguntei para os membros do staff se poderiam me ensinar algumas palavras e eu acabei treinando no mesmo dia de filmagem. Mas acabei me saindo melhor do que esperava, até recebi elogios.

 O WINNER lançou um novo álbum, “EXIT: E”, depois de 1 ano e meio. Como você se sente promovendo um novo álbum depois de tanto tempo?

Mino: Nós estamos tão ocupados que dificilmente temos tempo de dormir, mas estamos amando. Quando nós vamos ao fansign depois de lançar um novo álbum, eu recebo comentários sinceros dos fãs. O tempo todo algum fã vem me dizer que as músicas que escrevi ajudaram a superar algum momento difícil, eu fico muito agradecido e fortalecido.

 Você apareceu no “Show Me The Money 4” durante o tempo de hiatus. O tempo todo que o programa foi ao ar você foi o centro das atenções. Você percebeu o tanto de dificuldades que você passou?

Mino: Sim, claro. Eu me senti realizado e foi uma boa experiência. Primeiramente, eu me perguntei se poderia me sair bem e se eu só teria coisas a perder, fiquei preocupado sobre coisas diferentes. Honestamente, eu estava esgotado. Mas me lembrei dos tempos difíceis que passei e das lembranças boas que vivi. Algumas vezes eu me sinto mais maduro passando por essas experiências.

 E agora você está “faminto” pelos palcos onde você se apresentou como o rapper Song Mino naquela época?

Mino: Seria uma mentira se eu não concordasse com isso. Eu dou o meu melhor trabalhando com o WINNER, entretanto, eu espero ter a oportunidade de mostrar tudo de mim como um artista solo algum dia. Assim como eu trabalho nas músicas do grupo, eu também trabalho nas músicas solo. Se o CEO Yang me der a oportunidade, minhas balas estão prontas. (Risos).

 Você é visto como um “homem de verdade” no grupo, mas na maioria das vezes você é brincalhão atrás das câmeras.

Mino: Eu brinco muito. Eu costumava brincar muito por aí, mas conforme fui envelhecendo eu me tornei sensível e meio quieto. Mas quando estou de bom humor, eu fico muito animado e costumo sair pulando por aí. Eu sou o tipo de pessoa muito positiva em qualquer situação que encaro. Fico meio deprimido apenas porque estou cansado, eu começo a me sentir mal e pensando se conseguirei seguir em frente.

 Eu ouvi dizer que você é muito sociável. Com que tipo de pessoa você gosta de passar o tempo?

Mino: Eu tenho certeza sobre isso: Pessoas Divertidas! Quando eu olho para as pessoas que sou próximo, todas elas são divertidas. Eu gosto de pessoas que são engraçadas, espirituosas e de personalidade única. Eu amo pessoas loucas. (Risos).

 E sobre Nam Taehyun, com quem você teve este photoshoot? Vocês dois se deram bem?

Mino: Sim, eu acho que a nossa “química” é boa. Fora dos membros do grupo, acho que nós temos trocas energéticas. Nós, às vezes bebemos (álcool) juntos no dormitório. Taehyun é muito curioso. Ele às vezes parece ser uma criança. Então eu o vigio como um pai. Sempre que parece que ele está prestes a cair, enquanto ele está brincando, eu o seguro na posição vertical.

 “Pricked” é uma canção que Song Mino compôs e escreveu a letra para Nam Taehyun cantar. Eu senti que esta canção foi a música mais emocional no álbum.

Mino: Eu fiz a canção original chamada “Madman” durante “WIN”, mas enquanto eu estava trabalhando em nosso álbum, peguei-a, apaguei tudo, e reescrevi. Na época, eu estava um pouco triste por isso tentei expressar essa tristeza tão profundamente quanto possível, e liricamente também. Eu mesmo apaguei as luzes e trabalhei com ele para nos concentrarmos na emoção. Depois que eu acabei, eu fiz Taehyun ouvi-la porque achei que sua voz iria soar adequadamente à música e ele realmente gostou. Ele a gravou imediatamente e sua voz se adequou a canção, como o esperado.

 Você até mesmo desenhou a arte do álbum de “Pricked”. Você tem muito interesse na arte, não é?

Mino: Eu amo ver desenhos e desenhar. Quando eu era jovem, durante o tempo todo, enquanto todos estavam estudando eu rabiscava a minha mesa e até mesmo depois que me tornei parte do WINNER eu tenho firmemente continuado a desenhar. Recentemente vi os trabalhos artísticos do artista coreano Jang Youngwon em uma exposição de arte em Kyungi-do e eu os achei revigorantes. Ele geralmente faz obras de arte com colagem, mas dessa vez ele exibiu arte de instalação.

 Você tem novos hobbies ou há alguma coisa em que recentemente se tornou interessado?

Mino: Até algum tempo atrás eu era capaz de contar quantos livros eu havia lido com uma mão, mas eu tenho caído em um novo mundo com a leitura. Eu fui a uma livraria no início do ano e eu comprei “The Murder in Mansion Masquerade” do escritor Higashino Keigo, e eu realmente gostei. Depois disso peguei o livro chamado “The 100-Year-Old Man Who Climbed Out the Window and Disappeared” que foi presente de um fã, e eu seriamente senti como experimentar um novo mundo. Descobri que a leitura tem um charme diferente dos filmes e pinturas. Eu achei a variedade de frases expressivas, realmente refrescantes. Estou planejando ler mais livros. Eu escrevo no meu diário todos os dias também. Eu senti como se eu deixasse de fazer as coisas que são importantes desde que eu tenho a memória ruim.

 Qual é a sensação de viver como um cantor assinado sob a YG Entertainment? Eu acho que seria a sensação de estar dentro de uma cerca firme, mas também de estar em um campo de batalha entre os artistas talentosos.

Mino: Ele é muito competitivo. Especialmente porque quase todos os artistas escrevem sua própria música, não tem jeito a não ser sermos cautelosos um com os outros. No entanto, o orgulho e o sentimento de pertencer a YG é muito poderoso. Quando eu estava no colégio eu era um estagiário em uma pequena empresa, mas agora eu estreei e eu estou promovendo como WINNER sob a YG, então um monte de coisas mudaram na minha vida.

 Mesmo se você disser que é o seu sonho viver uma vida onde você faz música e compete através dela, você já se sentiu sobrecarregado? 

Mino: Quando eu era jovem, eu amei [a ideia] de modo que eu enfrentei todas as músicas que eu procurei como “trabalho” de forma que, há vezes quando eu sinto arrependimento. Quando eu estava lutando muito durante os preparativos de álbuns e quando eu apareci no “Show Me The Money 4”, encontrei-me não vendo a música como era associada àqueles tempos. Mas isso não durou por muito tempo. Eu amo a música e eu vou pensar em música como o meu trabalho até eu morrer. Há muitas coisas que eu não atingi como um membro do WINNER. Quero experimentar mais coisas a partir de agora e eu quero receber mais atenção e amor. Acho que os outros membros vão pensar o mesmo. Todos nós somos feixes de ambição. (Risos).

 Ouvi dizer que o WINNER irá aparecer no próximo programa de variedades “Half Moon Friends”, da JTBC, que irá ao ar em abril. Pode dizer-nos mais alguns detalhes?

Mino: Nós, membros do WINNER, vamos nos tornar educadores para crianças que geralmente passam seus dias sozinhos. Eu não tenho muita experiência em passar tempo com bebês e crianças, mas eu gosto de crianças mais novas, então eu acho que vou ser capaz de fazer qualquer coisa por elas. Eu quero fazer memórias com elas que serão inesquecíveis para todos nós, e eu acho que vou receber um monte de coisas através delas também.

A lista de faixas do álbum esta repleta com os nomes dos integrantes mas seu nome é o mais escrito. Parece que você trabalhou duro fazendo música [durante o hiatus].

Taehyun: Não foi minha intenção colocar várias de minhas canções no álbum. Se gosto de desenhar, sou o tipo de pessoa que só fica satisfeita após desenhar com a própria mão. Gosto de ouvir música, então comecei a escrever e por gostar e me divertir escrevendo canções, acabei trabalhando em várias. Gosto de compartilhar as músicas que faço com minha família e meus amigos mas tê-las subindo e descendo nos charts musicais e tendo inúmeras pessoas as ouvindo me deixa encantado e grato.

Ouvi dizer que você fez a canção “Sentimental” enquanto se divertia com Song Mino.

Taehyun: Como de costume, estava trabalhando enquanto tocava o violão e já que os outros membros haviam ido pra casa fiquei sozinho com o Mino-hyung. Era tarde da noite então estávamos bebendo um pouco de cerveja e falando sobre isso e aquilo. Começamos a falar sobre estarmos “sentimentais”. Frequentemente encontro inspiração com palavras. De repente fiquei interessado na palavra “sentimental”. Escrevi a música com a emoção que sentimos nesse momento de criação.

Se sente “sentimental” com frequência?

Taehyun: Sim, me sinto. Já que gosto mais de ficar sozinho do que em lugares com sons altos e barulhentos e com muitas pessoas, acho que fico sentimental ou imerso em emoções frequentemente.

O que faz quando está sozinho?

Taehyun: Geralmente escuto música. Por preferir o estilo analógico, escuto as músicas em LPs com frequência. Recentemente, uma fã me deu um LP do álbum do Kim Kwangsuk-sunbaenim. Sei que é algo difícil de adquirir, então estou muito grato. Outro dia, estava em Dongmyo por causa de uma gravação e encontrei uma loja de áudio à beira de um colapso em um beco isolado, longe das pessoas. A atmosfera que eu senti era muito mística. Comprei um toca discos lá e por ser muito velho, custou mais ainda pra arrumá-lo. Já que o amplificador e o interruptor que eu tinha não funcionaram, fui comprar componentes. Só recentemente que eu consegui arrumá-lo. Graças a todos esses acontecimentos, estou gostando muito de ouvir às músicas.

Vi você tirando sua caixa de som portátil e tocando durante o photoshoot.

Taehyun: Sempre levo minhas caixas de som portáteis aos photoshoots. Descobri que enquanto as músicas que gosto tocam em photoshoots, fico mais confortável e me divirto mais. Hoje toquei The Beatles, country, blues, e músicas desse tipo. Ouço muito a esses gêneros de música esses dias.

Você aparentemente apareceu no “Actor School”. O professor com jeito de tigre não era assustador?

Taehyun: Tá falando sobre o professor Park Shinyang? (Risos). Ele é ligeiramente diferente de assustador. Ele não grita ou berra. Ele é muito perfeccionista. Ele faz você escolher suas palavras com muito cuidado. Gostei que não tínhamos que nos forçar a rir por ser um programa de variedades. Sou muito ruim em me forçar a rir.

Por você ter experienciado uma controvérsia sobre sua atuação anteriormente, você deve ter precisado de uma coragem especial pra escolher aparecer no programa.

Taehyun: Quando recebi informações sobre o programa, gostei dos objetivos e pensei que seria a oportunidade que eu precisava. Quando fui arrastado pra “controvérsia”, estava me afundando em pensamentos, mas acima de tudo estava envergonhado por ter feito parte do dorama sem estar preparado. Queria aprender apropriadamente, então fiz “Actor School” com um coração genuíno. Tenho certeza que o programa será um dos aprendizados mais significantes da minha vida.

Fiquei surpreso que você trouxe pessoalmente lentes coloridas após ver o rascunho de proposta. Sinto que você é uma pessoa muito apaixonada.

Taehyun: Gosto de experimentar as coisas. Talvez seja dureza? Coragem? Enquanto as pessoas dizem, “Não acho que isso vai funcionar” ou “Isso não é seguro. Não vou fazer”, eu faço tudo. Naturalmente, me assusto, mas no fim ninguém sabe que isso acontece. Quero dar espaço às possibilidades o máximo que eu puder. Acho que para pessoas que fazem esse trabalho como nós, não devemos nos limitar.

De onde vem essa mentalidade de dar boas vindas aos desafios?

Taehyun: Acho que é mais por causa do ambiente em que eu cresci. Quando eu era novo, passei muito tempo sozinho e gostava de coisas diferentes em comparação com as crianças da minha idade. Quando eu estava no primário, meus amigos gostavam de mangás e robôs mas eu gostava muito de metrôs. Gostava deles porque quando ia até uma estação diferente e uma saída diferente, via um mundo diferente daquele que conhecia. Costumava pegar o ônibus sozinho e ir para a última parada. Não me prendia aos limites de costume, ao invés disso, criei o hábito de absorver e aceitar coisas diferentes. Por causa disso, acho que tenho um alcance mais amplo de sentir felicidade em comparação com outras pessoas.


Qual o resultado da combinação de Song Mino e Nam Taehyun no WINNER?

Taehyun: Onde há escuridão, há luz. Acho que somos esse tipo de combinação. Mino-hyung e eu temos aspectos muito diferentes. Se você acha que sou introvertido, Mino-hyung é extrovertido. Mesmo quando você olha pra nossa aparência, se você me vê com uma imagem suave, os traços do rosto do Mino-hyung são mais grossos. Quando cantamos, a voz do hyung é baixa enquanto uso um tom suave. Dessas formas, acho que complementamos um ao outro. E mesmo que o Mino-hyung pareça másculo, na verdade ele é muito fofo. Ele é uma pessoa com várias reversões.

O trabalho em equipe dos cinco membros deve ter melhorado já que passam mais tempo juntos.

Taehyun: Por cada um de nós ter inclinações tão diferentes, quando nos reunimos pela primeira vez, rangemos e chiamos [N/T: ele quis dizer que não combinaram, não houve harmonia], mas agora, trazemos cada um de nossos charmes e nos tornamos harmoniosos juntos. Quando levo uma música que fiz pra eles, mesmo que seja uma canção cheia de falhas, meus membros ficam imersos. Quero que o WINNER seja um grupo que crie música que pode ser sentida pelo coração em vez de um grupo que segue a tendência. E espero que as pessoas reconheçam isso algum dia. Desejo que sejamos um grupo que caminhe lentamente e firmemente.

E sobre o objetivo pessoal de Nam Taehyun?

Taehyun: Olhando pelo termo longo, espero não perder o rumo e a paixão que tenho agora. Ainda acho constrangedor e vergonhoso dizer que sou um cantor e um idol com a minha própria boca. Quero me tornar um artista que é conhecido e reconhecido por outros sem ter que dizer a eles. Acho que esse é meu objetivo.

Assim como “Empty” e “Sentimental”, como você expressaria seu estado atual de emoção com uma palavra?

Taehyun: Cansado? (Risos).

Quando foi a última vez que você disse “eu te amo”?

Taehyun: Faz muito tempo desde que eu disse isso. Espero que eu seja colocado em uma situação em que eu possa dizer isso!

 


Créditos: goduandme, chrissy96_
Tradução: Brenda, Jessy | WINNER Brazil
Não retirar sem os devidos créditos.

[fbcomments url="http://winnerbrazil.com/entrevistas/taehyun-mino-elle2016/" width="100%" count="off" num="5" countmsg="comentário (s)"]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *